Category Archives: Rio Music Conference

Música independente em pauta na RMC

A mesa “A música independente pelo mundo”

“O que importa é o talento”. Ao acompanhar o debate sobre música independente no segundo dia de Rio Music Conference (11/02), percebemos que essa é opinião forte entre especialistas e produtores no meio musical. Pouco importa se o cara faz eletrônico no eixo Rio-São Paulo ou se faz tecnobrega no Pará, o que interessa é saber fazer música boa para seu público e saber utilizar os meios para divulgação dos trabalhos. “O artista não tem de pensar muito se ele é independente. Tem que fazer música boa”, disse Rafael Rossatto, da Agência de Música. Gaía Passarelli, do portal Rraurl, que mediou a conversa, lembrou que a questão mainstream versus underground é muito presente no universo da música eletrônica, mas ressaltou que o fato de ser independente não é sinônimo de ser bom: “Tem muita coisa aí que é uma grande porcaria”.

Na mesa “A música independente pelo mundo”, participaram ainda Rodrigo Lariú, da Madness Summer Records, Pablo Miyazawa, da Rolling Stone, e Thiago Ney, crítico da Folha de São Paulo.

Palco da Pioneer na RMC 2010De acordo com Pablo, a diferença é que o artista mainstream tem uma estrutura atrás dele: assessoria de imprensa, a gravadora. “Mas você tem coisas menos pasteurizadas na música independente. Se o artista é bom ele acontece: Malu Magalhães despontaria cedo ou tarde”, disse. Lariú, entretanto, lembrou que a presença das gravadoras ainda é crucial na projeção do artista, defendendo posicionamentos menos radicais, quando o assunto é atuar de forma independente ou não: “A gravadora é necessária sim. Para administrar contratos, shows. Não basta gravar música no MySpace”.

Thiago destacou que ser independente no eletrônico não é a mesma coisa que pop-rock: “99% produz de forma independente na música eletrônica. O Gui Borato é um cara que lança de forma independente, mas que vai tocar no carnaval de Salvador. Não é um cara pequeno, indie”.

[Jean Souza]

Anúncios

Começa hoje a Rio Music Conference 2010

Palestras desta quarta e quinta-feira têm entrada franca

Começa hoje no Rio o maior encontro da indústria de música eletrônica do Hemisfério Sul. Até 16 de fevereiro, a Rio Music Conference (RMC), realizada na Marina da Glória, vai reunir DJs, expositores, palestras, workshops e festas em um só lugar. Com patrocínio da Skol Beats, esta será a segunda edição do evento, um dos mais importantes do mundo, ao lado do Sonar, da ADE (Amsterdam Dance Event) e da Winter Music Conference (WMC), que inspirou o RMC. A previsão dos organizadores é receber 5 mil pessoas por dia.

A Rio Music Conference se dividirá em duas frentes: The Conference, com ênfase no mercado, e The Music, onde acontecem as festas. A The Conference será o espaço para a feira de negócios e terá a participação de expositores relevantes para o mercado, como Pioneer, Resident Advisor, Beatport, DJ Lab, Dancefuel, Privilége, D-Edge, Multishow e UC Music Group. O auditório abrigará seis palestras sobre diferentes temas, incluindo um batepapo com Armin Van Buuren, eleito o DJ número um do mundo pela influente revista DJ Mag. A The Conference também sediará quatro workshops com os melhores profissionais do mercado, como Jonny Miller, DJ, produtor e professor do Point Blank, melhor curso de tecnologia musical do mundo, que vem falar sobre produção musical, masterização e mixagem. Outros temas importantes, como direitos autorais e leis de incentivo, serão abordados em painéis nos intervalos das palestras.

Seguindo a feira de negócios, acontece a The Music, dedicada às festas comandadas por alguns dos melhores DJs do mundo, como o próprio Van Buuren, além de Erick Morillo, Steve Angello, Luciano, Sharam, Locodice e Tocadisco. Life is a Loop, We Love Brasil DJs, Sany Pitbull e outras feras do cenário nacional também estão confirmados.

A entrada é franca para as palestras de hoje e amanhã. Os workshops custam R$150,00 e os passaportes para shows custam R$100,00 (mulheres) e R$140,00 (homens), podendo variar, de acordo com o lote disponível.

Saiba mais aqui